Próximos Ciclos de Cultura Digital acontecem em Brasilía e Rio de Janeiro

Os Ciclos de Cultura Digital não param. Pontos de Cultura, agentes e redes culturais poderão participar de  oficinas previstas para as cinco regiões do país. As próximas quatro etapas serão realizadas em eventos nas cidades do Rio de Janeiro e Brasília.

brasilia-rio2

A primeira acontece durante o encontro Facção, que ocorre entre os dias 22 e 25 de novembro no Rio de Janeiro. A atividade reúne jornalistas, comunicadores, movimentos sociais, blogueiros, artistas, agentes culturais e desenvolvedores de tecnologias livres para debater a democratização da comunicação. Quatro eixo centrais compõem o evento: Ativismo, Linguagens, Tecnologias e Políticas Públicas.

Na “Desconferência de abertura”, no dia 22, João Paulo Mehl, coordenador de Cultura Digital do Lab , fará a apresentação do eixo Tecnologias. Já no dia 23, às 14 horas, o Lab relata as experiências já realizadas com o uso da Rede Livre em uma roda de conversas e intercâmbio de experiências que contará com a presença do Cine Fantasma, Radio  Indígena Yandê, Laboratório de Imagem e Cibercultura, Portal Alemão, Pontão de Cultura Digital da ECO/UFRJ e Nuvem – Hacklab Rural de Arte e Tecnologia. Ainda no dia 23, às 15 horas, acontece o Ciclo de Cultura Digital com a oficina “Rede livre e a democratização do acesso às tecnologias de comunicação”.

Em seguida, o Lab desembarca em Brasília. De 27 a 31 de novembro, a cidade será sede da III Conferência Nacional de Cultura  (CNC). A previsão é de que aproximadamente 2 mil pessoas participem. Quatro eixos vão nortear a CNC: Implementação do Sistema Nacional de Cultura; Produção Simbólica e Diversidade Cultural; Cidadania e Direitos Culturais e Cultura e Desenvolvimento. A III CNC também vai avaliar os resultados da II CNC, realizada em 2010, e a implementação dos planos de cultura nos estados e municípios. No dia 30, às 19h, a equipe do Lab ministrará mais uma oficina sobre a Rede Livre e as ferramentas de mapeamento e democracia digital.

Logo após a III CNC, inicia-se o Congresso Fora do Eixo, também na capital federal, de primeiro a 7 de dezembro. É a quinta edição do evento que reunirá gestores e produtores culturais, jornalistas, midialivristas, artistas e pesquisadores para debater as redes e a participação social. A proposta é agregar parte das lideranças culturais que já estará em Brasília para que se somem ao encontro, dando sequência aos debates que marcam fortemente a agendas de cooperação de redes da sociedade civil. Durante o congresso, o Lab promove oficinas e participa de debates – a programação final estará disponível em breve.

Para fechar a rodada, o Lab retorna ao Rio de Janeiro e participa da Teia Rural que começa no dia 5 de dezembro. As teias são espaços regionais e nacionais nos quais os Pontos de Cultura  e outras iniciativas do Programa Cultura Viva encontram-se e trocam experiências e planejam ações conjuntas. A Teia Rural acontecerá nas cidades de Bom Jardim e Nova Friburgo, na região serrana do Rio, entre os dias 5 e 8 de dezembro. A organização do encontro tem por base três grandes áreas: Fórum Estadual dos Pontos de Cultura, Mostras Artísticas/Celebrações e Seminário. Dentre os principais debates, estão a ampliação do direito à cultura e políticas públicas para a cultura na área rural. O Ciclo de Cultura Digital acontece nos dias 6 e 7 de dezembro com oficinas sobre a Rede Livre e as tecnologias de mapeamento colaborativo.

Antes do encerramento do ano, estão previstas ainda mais algumas etapas do Ciclo de Cultura Digital. Todas elas ocorrem dentro de eventos e encontros da área da cultura viva, de modo a fortalecer os espaços e contribuir com as articulações entre os diferentes atores. Campinas, Belém do Pará, Porto Alegre e Buenos Aires devem receber as oficinas em breve. Veja a programação completa aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*